O que é aberto?

This manual is about open data but what exactly is open data? For our purposes open data is as defined by the Open Definition http://opendefinition.org/:

Open data is data that can be freely used, reused and redistributed by anyone – subject only, at most, to the requirement to attribute and sharealike.

Esse manual é sobre dado aberto mas o que exatamente é dado aberto? Para os nossos objetivos, dado aberto é definido pela 'Open Definition http://opendefinition.org/:

Dado aberto é um dado que pode ser livremente utilizado, reutilizado e redistribuído por qualquer um - sujeito apenas, no máximo, as requisito de atribuição e compartilhamento sob os mesmos termos.


The full Open Definition (see http://opendefinition.org/okd) gives precise details as to what this means but to summarize the most important:

  • Availability and Access: the data must be available as a whole and at no more than a reasonable reproduction cost, preferably downloading over the internet. The data must also be available in a convenient and modifiable form.
  • Reuse and Redistribution: the data must be provided under terms that permit reuse and redistribution including the intermixing with other datasets.
  • Universal Participation: everyone must be able to use, reuse redistribute – there should be no discrimination against fields of endeavour or against persons or groups. For example, ‘non-commercial’ restrictions that would prevent ‘commercial’ use or restrictions of use for certain purposes (e.g. only in education) are not allowed.

A 'Open Definition' completa (veja http://www.opendefinition.org/okd/portugues-brasileiro/) fornece detalhes precisos para o que isso significa mas para sumarizar os mais importantes:

  • Disponibilidade e Acesso: o dado precisa estar disponível por inteiro e por não mais que um custo razoável de reprodução, preferencialmente baixando da internet. O dado precisa estar disponível num formato conveniente e modificável.
  • Reuso e Redistribuição: o dado precisa ser fornecido sob termos que permitam reuso e redistribuição incluindo a miscigenação com outros conjuntos de dados.
  • Participação Universal: todo mundo precisa ser capaz de usar, reusar e redistribuir - não deve haver discriminação contra áreas de atuação ou contra pessoas ou grupos. Por exemplo, restrições como a 'não comercial' que preveniriam o uso 'comercial' e as restrições de uso para certos fins (ex: somente educacional) não são permitidas.

If you’re wondering why it is so important to be clear about what open means and why this definition is used there’s a simple answer: interoperability.

Interoperability denotes the ability of diverse systems and organizations to work together (inter-operate). In this case, it is the ability to interoperate – or intermix – different datasets.

Interoperability is important because it allows for different components to work together. This ability to componentize and to ‘plug together’ components is essential to building large, complex systems. Without interoperability this becomes near impossible — as evidenced in the most famous myth of the Tower of Babel where the (in)ability to communicate (to interoperate) resulted in the complete breakdown of the tower-building effort.

Se você está curioso porque é tão importante ser claro sobre o que 'aberto' significa e porque essa definição é utilizada, há uma simples resposta: interoperabilidade.

Interoperabilidade representa a habilidade de diversos sistemas e organizações para trabalhar juntos (entre-operar). Nesse caso, é a habilidade para interoperar - ou intermisturar - diferentes conjuntos de dados.

Interoperabilidade é importante porque permite que componentes diferentes trabalhem juntos. Essa habilidade para componentizar e para 'plugar junto' componentes é essencial para construir sistemas grandes e complexos. Sem interoperabilidade isso se torna praticamente impossível - como evidenciado no mais famoso mito da Torre de Babel onde a inabilidade de comunicar (interoperar) resultou na completa paralisação do esforço de construção da torre.


We face a similar situation with regard to data. The core of a “commons” of data (or code) is that one piece of “open” material contained therein can be freely intermixed with other “open” material. This interoperability is absolutely key to realizing the main practical benefits of “openness”: the dramatically enhanced ability to combine different datasets together and thereby to develop more and better products and services (these benefits are discussed in more detail in the section on ‘why’ open data).

Providing a clear definition of openness ensures that when you get two open datasets from two different sources you will be able to combine them together, and it ensures we avoid our own ‘tower of babel’: lots of datasets but little or no ability to combine them together into the larger systems where the real value lies.

Nós enfrentamos uma situação parecida em relação aos dados. O núcleo de um "commons" de dados (ou código) é constituído quando um pedaço de material "aberto" nele contido pode ser livremente misturado com outros materiais "abertos". Essa interoperabilidade é absolutamente central para realizar o principal benefício prático da "abertura": a dramaticamente melhorada habilidade de combinar diferentes conjuntos de dados e assim para desenvolver mais e melhores produtos e serviços (cujos benefícios são discutidos mais detalhadamente na seção sobre o "porquê" de dados abertos).

Provendo uma definição clara de abertura garante que quando você pegar dois conjuntos de dados abertos de duas fontes diferentes, você será capaz de combiná-los e isso garante que evitemos nossa própria 'torre de babel': muitas bases de dados mas pouca ou nenhuma habilidade para combiná-las em sistemas maiores onde o valor real está.

« Anterior: O que são dados abertos | Próximo:De que dados você está falando? »

Fonte: What is Open?

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution 3.0 License